quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Recordação de Papel

Roda gigante
Num parque de música 
A sorrir

Melodia nostálgica
Do tempo de brincar...
Com o papel
Com as nuvens de mel

Mãos dadas a girar
Risadas ao ar
Magia travessa
A valsar

Sapatinhos de algodão
Espertinhos
Tão docinhos
Lacinhos com sabão
De cetim a voar

Com tamanha inocência
Onde cavalga a semente
Do futuro presente
Do próximo sorvete

Com tamanho esplendor
Na ausência do amor

A infância a brincar
E a passar...

Na roda gigante
Que não para de girar
De girar...

Do banquinho a vislumbrar
As crianças que não param
De brincar.

2 comentários:

Camila Lemos disse...

Que lindoo!
Adorei!! :)
Você que escreveu, Gi?

Gi. disse...

Oi Camila!
Fico mt feliz q tenha gostado.
Sim, fui q escrevi.
Mt obrigada!
Td parte escrita do blog eh minha, qd ñ, coloco o nome do autor, cm foi feito com as fics de Os Imortais.
;) bjs***