quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Ponto Traçado


Em minhas mãos
Repousa a história de uma vida
Talvez de outras também

Não desvendo o sul
Por temer o norte

Os astros celestes parecem querer indicar o caminho
Infelizmente não sei me comunicar com eles
 
Busco o contrário do igual
Algo diferente no absurdo

Procuro um caminho a seguir
O qual minhas mãos já conhecem
E os astros tentam me revelar.

*


2 comentários:

Camila Lemos disse...

Eu li duas vezes...
Me fez pensar!

Gi. disse...

Caramba, só agora vi seu comentário!!!!!
Sorry, rs.
Provavelmente vc nem vai ver essa resposta, mas lá vai:
Que bom, a intenção é essa msm. Geralmente crio personagens na minha cabeça e eles escrevem... hehe
;)
bjão***