quinta-feira, 5 de maio de 2011

O Mundo de Vidro, de Maurício Gomyde

Sinopse

Até onde pode ir a paixão de uma pessoa por outra? Como, quando e por que começa? Até que ponto pode-se cometer alguma loucura para fazer parte da vida de alguém? Quais as consequências da paixão avassaladora incompreendida? Nesse seu primeiro e hilariante romance, Maurício Gomyde retrata o cotidiano de um cidadão normal como tantos que se vê por aí em qualquer canto, tentando responder estas aparentemente simples perguntas. Passeando com extrema facilidade tanto pela liguagem refinada e sutil quanto pela tosca, Maurício Gomyde nos brinda com um livro de leitura fácil e extremamente agradável.



Autor
Maurício Gomyde. Nascido em São Paulo, mora atualmente em Brasília. Tem um livro publicado, chamado "O Mundo de Vidro" e outro publicando, chamado "Infelizes para Nunca"


Dados
Autor: Maurício Gomyde
Edição: 3
Editora: Porto 71 Editora
ISBN: 9788591184002
Ano: 2011
Páginas: 236


Minha Humilde Opinião

Engraçado, comovente e romântico. Assim, é O mundo de vidro.

Adianto, não é o tipo de leitura que costumo ter. Claro que leio romances, mas costumo ler com um pé atrás, rs. Enfim, leia a resenha.

Esse foi o primeiro livro que ganhei através do Skoob. Quando o autor me comunicou que enviaria o livro, pedindo meus dados, confesso que não acreditei muito. Mas, resumindo a história, mudei-me de endereço e voltei meses depois para visitar a família, qual não foi minha surpresa quando vejo entre minhas correspondências antigas um envelope pardo que guardava com carinho um exemplar autografado de O mundo de vidro. Fiquei realmente muito feliz, pois já nem me lembrava. Corri navegar na internet em busca do Maurício Gomyde no Skoob, explicar minha demora e agradecer-lhe imensamente.

Depois de todo esse início digo que a leitura valeu muito a pena. E chega de lero-lero.

Primeiro, os personagens principais não possuem nomes. Sim, isso mesmo. São designados como Ele e Ela, em contra partida todos os outros tem nomes, inclusive os respectivos animais de estimação de ambos.

Segundo, a linguagem da narrativa utilizada pelo autor é altamente descompromissada e bem trabalhada. Os pequenos erros existentes são rapidamente camuflados por toda descontração. ainda reside em mim se essa seria uma tática para despistar o leitor atento a gramática e coisas do tipo, mas nada que atrapalhe.

O ponto mais que positivo está na história dentro da história. Onde, Gomyde, empresta uma linguagem mais rebuscada e lúdica a Ele. Fiquei fascinada, bem como Ela, nesse ponto da narrativa.

Foi um prazer poder ler e resenhar mais um autor brasileiro e de qualidade ímpar.
Obrigada Maurício Gomyde!


Nota (de 5 a 10): 9!!!!


;)


bjs***


-----;)-------------------- Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.


4 comentários:

J // L disse...

Isso ai é beem verdadeiro
muito boom a reflexão gosteei bastantee

beijos

Luana Farias disse...

Esse é um livro que eu tenho vontade de ler deve ser bem legal, e a capa é bem diferente. A história tbm.

Bjs

Gisele Galindo ou simplesmente Gi. disse...

Obrigada, J//L!!!!

;)

bjs***

Gisele Galindo ou simplesmente Gi. disse...

É Luana, se vc gosta de uma leitura para descontração, esse é o livro bom!!!!

Leia, sim, é sempre mt bom ;)

bjs***