sábado, 9 de abril de 2011

Declaração


A verdade é que nem sei como começar este texto, as coisas estão tão confusas para mim, que fica muito difícil colocar tudo em palavras.

Os ligados no Twitter sabem o perrengue que passou o pessoal da Editora Arielli, falo aqui de todos, desde equipe a autores... Enfim, a dor de cabeça foi enorme e o baque me acertou em cheio e bem numa época superatarefada no meu trabalho, por um lado foi bom, pois não consegui parar para assimilar direito e por outro terrível, porque PRECISAVA pensar sobre e tomar uma decisão. Cada hora pendia para um lado. O emocional e o racional digladiavam o tempo todo, enlouquecendo-me.

Desde dezembro construí um elo maravilhoso com a Editora Arielli e alguns de seus integrantes (equipe e autores), tanto que surgiu, como já mencionei em outro texto, o termo família Arielli. No entanto, o que me leva a escrever este agora é um motivo desagradável e bem diferente. Muito aconteceu, muito se viu dito na esfera virtual. Alguns apresentaram argumentos fortes e sólidos enquanto outros se tornaram evasivos.

Meu coração está apertado e triste com tudo e demorei a acreditar nos últimos acontecimentos. Sei o quanto foi doloroso para cada escritor que confiou seu trabalho à Editora Arielli, mas como digo, com certeza foi apenas uma curva no caminho de cada um de nós. Creio que algo muito melhor virá, nossa jornada não terminou.

Sim, confesso, cheguei a pensar em desistir, jogar a toalha e seguir outra trilha. No entanto, a conclusão foi que Destino Íntimo, assim como futuros trabalhos, que sei, escreverei, não merecem essa decisão. Na verdade, de nenhum de nós. Amo escrever, amo criar personagens, situações, falas, tudo. Tanto no universo literário quanto no televisivo ou teatral. Tenho paixão por um dia poder viver disso.

Continuo na luta, bem como os amigos que fiz, acredito, continuarão.

Essa curva trouxe muita coisa boa e a principal foram as amizades. Meu maior desejo, e sei que de muitos deles também, é que todos tenhamos muita sorte e sucesso, coragem e perseverança, inclusive a Nessie. Que todos sejamos muito felizes e possamos rir de tudo isso lá na frente.

A série literária Destino Íntimo não será mais lançada em agosto e nem pela Editora Arielli. Quando será publicada e por qual Editora, ainda não sei dizer, apenas tenho a certeza de que ela vale a pena e me trará muito orgulho, bem como todos os livros dos amigos que fiz. Em especial Arma de Vingança, do Danilo Barbosa; O Elemental, da Vanessa Bosso; Eterno, da Érika Spencer; The Burns, da Márcia Bastilho; e Segredos que Ferem, da Márcia Paiva, que sei, também não estão mais na Arielli.

Demorei a escrever e postar nos blogs sobre o assunto, porque realmente é muito difícil e precisava de um tempo. Ainda não sei se disse tudo mesmo, mas é o que basta, por enquanto, espero. O sonho não tinha se tornado realidade, infelizmente, era uma ilusão. Porém, tenho fé, será real e poderei postar aqui, para quem quiser ler.

Muito obrigada a todos que me incentivaram, desde o início da ilusão, e aos que me animaram a continuar lutando pela realidade.

Renasceremos!



-----;)-------------------- Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

2 comentários:

deiare disse...

Amiga, tenho certeza que dias melhores virão e que logog logo veremos todos esses livros nas prateleiras das livrarias e em nossa mãos...
Bjos!!!
Andréia
Sentimento nos Livros

Naniedias disse...

Força, Gi! Ainda conseguirá realizar esse sonho!