segunda-feira, 7 de março de 2011

Interligados - Gena Showalter

Sinopse


Aden Stone é um jovem incomum. Se não bastassem seus problemas do dia a dia, ele convive com quatro almas humanas presas dentro de sua cabeça. Cada uma com um talento: Julian ressuscita os mortos, Elijah prevê o futuro, Eva pode viajar no tempo, e Caleb tem o dom de tomar para si o corpo de outra pessoa.

Atormentado constantemente por essas almas. Aden passou sua infância e começo da adolescência sendo tratado como um louco. Vivendo em diversos hospitais psiquiátricos e até em um reformatório.

Porém, certo dia tudo começa a mudar em sua vida. As vozes se calam em sua cabeça. O motivo? A presença de uma garota que tem um dom especial, capaz de neutralizar seus poderes quando se aproxima dele.

Unem-se a ele um lobisomem mutante e uma princesa-vampira em uma aventura alucinante, em que terão que enfrentar seres muito podereosos.

A batalha entre humanos, vampiros, zumbis e bruxas está somente começando. Prenda a respiração, pois esse livro irá transportá-lo a um mundo repleto de fantasia, ação, romance e mistérios.


Autora

Gena Showalter é autora best-seller do The New York Times e do USA TODAY. Cresceu com o nariz enfiado em livros e, quando chegou a hora de trabalhar, soube o que queria fazer: escrever. A autora vive em Oklahoma, Estados Unidos, com sua família e três buldogues ingleses babões.


Título: Interligados – Aden Stone e a Batalha Contra as Sombras
Título Original: Intertwined
Autora: Gena Showalter
Tradução: Maurício Tamboni
Editora: Universo dos Livros
Número de Páginas: 448
ISBN: 978-85-7930-141-4


Minha Humilde Opinião

Uma feliz combinação. É o que tenho a dizer sobre esse livro.

Tudo bem, discorrerei mais sobre o dito cujo, rs.

Para começar menciono que nunca tinha ouvido falar do livro quando o comprei. Estava de bobeira na livraria, já com alguns livros em mãos e queria por que queria outro para ir embora (coisas malucas que coloco na minha cabeça, vai entender), enfim, vi esse e gostei da capa, o título me chamou a atenção e li a sinopse. Comprei e acertei na escolha e em encucar para levar mais para casa.

A autora mescla vários universos fantásticos nas páginas de Interligados, o primeiro livro da série. Não sei como é a sequência (já publicada nos Estados Unidos), mas o número um possui os ingredientes básicos característicos de séries literárias. Muitas explicações e algumas cenas de ação.

Diferentemente da maioria lançada nos últimos tempos, o personagem central da trama é do gênero masculino. Veja bem, você pode estar me criticando neste momento, sei que existe Harry Potter e outros por aí. Explico-me. HP e demais, via de regra, utilizam linguagem rebuscada (refiro-me aqui a literatura fantástica, como por exemplo, nomes altamente “esquisitos”, tanto para pessoas como para objetos e afins. O que, sinceramente, não me agrada. Mas, aí, é opinião minha, seja feliz com a sua ;) -). Já o livro em questão nesta resenha, vem com uma linguagem clara, que facilita o deslizar dos olhos pelas linhas. É bem agradável.

A história começa como um funil e termina numa espiral expansiva. Poxa, Gisele, mas que comparação maluca é essa? Bem, foi minha sensação. Sim, porque, inicia com o jovem Aden Stone e seu mundinho, depois aparece Mary Ann e aos poucos todo o resto da turma vai se formando e por consequência, você como leitor, cria o seu preferido e se apaixona por ele. Não direi o meu aqui para não estragar ou influenciar sua leitura. Por fim, termina com uma visão ampla e detalhada do novo mundo de Aden e Mary Ann, que tiveram seus olhos abertos (juntamente conosco) pelos amigos.

A narrativa é intercalada entre os dois personagens citados logo acima. Foram raros os momentos em que me senti um tantinho perdida, já que existem partes em que me pegava pensando: “mas ela voltou o tempo e conta agora pela visão do outro?”. Mas nada que atrapalhe. A dinâmica é bem divertida, pois através dela, Showalter, mostra como, por falta de comunicação clara, os desentendimentos acontecem no nosso dia a dia.

Os erros de digitação existem, mas, em comparação a outros que já li, não incomoda muito a leitura, dá para encarar.

O segundo volume fica bem explícito como será desenvolvido ao término da leitura do primeiro. O que, provavelmente, não estraga as surpresas que virão. Assim espero.

Beleza, hora da nota de 0 a 5.

Nota: 4,5 e não se fala mais nisso ;)



*



-----;)-------------------- Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

2 comentários:

Raphaela disse...

GIIII!!

Querida, eu sumi daqui mas nao foi por vontade propria ;/
foi por motivos de força maiores hsuahusa..
Nao me organizei direito e fiquei toda enrolada!! Mas a partir de semana que vem estou mais tranquila hehehe...

Mas falando da resenha..
eu nao tinha ouvido falar do livro ainda e adoorei o que li sobre ele!

Tbm nao gosto mto qndo os nomes das personagens sao esquisitos e a gnt nem consegue falar hehehe..

Acho que ia adorar ler esse livro..só nao compro pq eu tive que comprar um monte de livros pra facul esse mes e estou na pindaíba!! ushausuas..

Beeeijos
Rapha - Doce Encanto

Gisele Galindo ou simplesmente Gi. disse...

Oi Rapha!

Então. foi por acaso que vi esse livro e comprei, tb ñ tinha ouvido falar dele até então.

Ah, eu tb sumo de vez em quando... é que agora a internet tá complicada aq... ai ai. Mas, blz, a gente faz o q pode e qd pode. hehe

;)

bjs***