segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

#ESPECIALINSENSATEZ – Opinião de Insensatos

“Para o mundo que eu quero descer!!!

Que livro é esse???

Um romance intenso, bem escrito, direto e nada água com açúcar. O tipo de livro que faz você ir de um extremo a outro - Raiva, pena, amor, raiva, impotência, carinho... eu já disse raiva? rsrsr.

De cara digo que o fato do livro envolver na trama amor, amizade, drogas e homossexualismo sem deixar nenhum dos temas afetar a estória me surpreendeu. O Melhor amigo de Isa é Gay e seu irmão é envolvido no mundo das drogas, e o homem que amava a abandonou.

Isa e Marcos são simplesmente de fato um casal insensato. O livro narra o reencontro do casal que se conheciam desde a adolescência de Isa e começo da vida adulta de Marcos, ela com 16 e ele com 20. O fato é que Marcos deixa Isa para seguir a sonhada carreira de modelo com a promessa de voltar, mas não foi o que aconteceu, então Isa aprendeu muito cedo a não confiar e não esperar nada de volta. Anos depois Marcos ressurge na vida de Isa que se tornou uma fotografa renomada enquanto ele está ferrado e diga-se de passagem com a carreira que nunca decolou na pior fase.

Isa apesar de todos seus problemas emocionais e familiares é uma mulher admirável que luta e encara sua realidade e briga pelo que ama. Marcos é um homem que não mede esforços para alcançar seus objetivos e usa de todos os artifícios para chegar onde deseja, não importa o caminho se no final seus interesses estarão garantidos. De cara eu não gostei do Marcos, o achei sem caráter e nada digno da Isa, torci muito para que não ficassem juntos confesso# Foi a primeira vez que não fiquei angustiada pra ver os protagonistas juntos.

Porém quando os dois se esbarram pega fogo (e como pega ... Ui). A partir do reencontro os dois vivem explodindo um com o outro e os sentimentos ressurgem com força total causando uma devastação para ambos, cada qual com seu motivo.

O livro te pega por inteiro, é quase impossível largar. Apesar de não gostar do Marcos fiquei de boca aberta com o desfecho do rapaz. Pra quem gosta de finais surpreendentes, esse livro cabe como uma luva. Não é o tipo de livro do "jeitinho" que acaba como se quer, espera ou estamos acostumados no gênero. Foi um PLOFT pra mim!

Super indico. Mais um livro nacional ótimo!”

 - Ana Tereza -



-----;)----------- Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.