quarta-feira, 7 de março de 2012

Almas Gêmeas, de Fernanda Matias

Sinopse

“Apesar de tudo ter sido maravilhoso durante a noite, o pesadelo veio. E eu vi a sala com os garotos, a mulher-fantasma, os túneis, o banheiro, a minha angústia, o medo, a outra sala, a minha pergunta ‘E por que eu deveria saber?’ e o comentário da menina de olhos puxados ‘Porque você é o oposto dela’. Senti o mesmo arrepio de sempre na espinha com aquelas palavras. De alguma maneira, eu me sentia consciente e sabia que o pesadelo chegara ao fim. Aguardei acordar, suando e tremendo na cama. Ao invés disso, continuei sonhando.” Camila, com seus quase 17 anos, se vê de repente num mar de preocupações entre o fim do colegial, o início de uma faculdade e a saída do leito familiar. Se não bastasse isso ela ainda terá que enfrentar uma mudança inesperada e habilidades que ela desconhecia. Mas ela não estará sozinha. Pessoas como ela a ajudarão. E Camila vai começar a entender diversas atitudes impostas pela sua amiga de infância, Penélope e o sarcástico Sílvio. Uma atração irresistível fará com que eles se unam e tragam para o grupo Fábio, o único sem habilidades diferentes. O que une esses quatro jovens? Quais são os segredos que Camila não compartilha? Quem são eles? E o que serão capazes de fazer? 

Autora

Bacharel em biologia e doutora em biotecnologia, Fernanda Matias estreia na literatura brasileira com seu primeiro livro de ficção. Nascida em 5 de maio de 1979 em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, morou por 12 anos na cidade de Santo Ângelo. Mudou-se para Porto Alegre para cursar a faculdade onde morou por mais 6 anos. Há 8 anos vive em São Paulo, capital, onde cursou o doutorado e firmou residência. Palestrante em inovação e sustentabilidade e cientista ela se define uma contadora de estórias onde criatividade mescla o real e o imaginário.

Dados

Edição: 1
Editora: Baraúna
ISBN: 9788579231995
Ano: 2010
Páginas: 443

Minha Humilde Opinião

Interessei-me pelo livro, por ser do gênero que gosto... seres humanos com habilidades extras, hehe.

Claro que quando iniciei a leitura sabia bem que se tratava do primeiro livro de uma série, portanto, deveria ser mais lento e com explicações. Mas, confesso, pareceu-me mais lento que o necessário. Com isso, não estou afirmando que não apreciei a leitura, mas que não foi o que realmente esperava.

O que eu esperava? Bom... Mais ação, mais romantismo, mais suspense... Mais profundidade. Sim, existe certa profundidade na questão do ponto de vista de cada personagem, seus sentimentos e decisões, mas para por aí. Posso colocar que “senti” a história em uns três momentos da narrativa, os quais não citarei para não cometer spoiler.

A história é contada pelos quatro personagens principais (Camila, Penélope, Sílvio e Fábio – ok, suspiros para o último), desse modo se dividem os capítulos do livro, cada título é o nome do personagem em questão. São todos adolescentes, no máximo 18 anos de idade (Fábio), o que pode deixar a narrativa menos densa, em geral isso acontece.

A mudança de voz na narração acaba sendo um tanto confusa, mas mais pelo fato do cérebro estar acostumado a imaginar um personagem e de repente muda para outro. Esse “de repente” é por causa da imaginação e não da escrita, pois tudo é muito claro.

O que gostei bastante foram as descrições dos dons, de como eles reagiam conforme certas coisas (nada de spoiler), essa parte é muito boa! Às vezes cansativa, mas boa.

Li algumas opiniões pela rede e são bem diversificadas, mas em algo a maioria concorda e a pessoa que vos escreve também. A capa e o nome passam algo bem romântico e possivelmente meloso, mas não é nada disso que se encontra nas páginas do livro. Mas, a autora, editora, capista, quem quer que tenha tido a ideia não errou, essa impressão equivocada por parte do leitor e bem elaborada por parte de Matias é explicada e muito bem, mas mais para o final da história. No entanto, a autora aponta isso logo quando... quase jogo um spoiler, ops!

Quanto à parte técnica, serei breve. A linguagem é simples e os erros gramaticais quase nulos, porém encontrei vários probleminhas de diagramação, por exemplo, a falta de travessão entre a fala e a narrativa. E muitos "eu", "ela", "ele"...

Particularmente gostei, mas não se tornou um de meus preferidos. Acredito que tenha faltado algo, não sei ao certo, talvez mais maturidade na escrita ou tenha sido apenas uma impressão. Todavia, pode muito bem ser o preferido de muitos outros leitores.






-----;)----------- Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

6 comentários:

Josy Tortaro disse...

Ahhhhh parece interessante rsrsrs Sucesso a autora. bjos amiga!

Gisele Galindo ou simplesmente Gi. disse...

Obrigada pelo comentário, Josy!!!!

bjs***

Mireliinha disse...

Oi Gi :D

Concordo com você quanto a narrativa ser um pouco lenta...
Mas eu A-D-O-R-E-I o livro, viu?!
Linda análise!

:*
Mi
Inteiramente Diva

Gisele Galindo ou simplesmente Gi. disse...

Oi, Mi!

Que bom q gostou!

Viu, cm eu disse, mts leitores podem amar a leitura, td vai de gosto. A Fernanda Matias é talentosa!!!

\o/

Nacional na cabeça! hehe

bjão***

Rapha disse...

Oi Gi :D

Nss, a capa e o título dão a entender que é romance mesmo rsrs
nunca passou pela minha cabeça que era fantasia hahahaha

Huuum.. entendo a falta de sentimento.. as vezes acontece de eu sentir isso tbm em relação a algum livro.

Bom, fiquei interessada na história, quem sabe mais pra frente eu consiga ler ;D


Beijocas
Rapha ~Doce Encanto

Gisele Galindo ou simplesmente Gi. disse...

Oi, Rapha!

Tomara que vc consiga ler e ter a sua própria impressão ;)

bjs***