quarta-feira, 30 de novembro de 2011

O Céu Está em Todo Lugar, de Jandy Nelson

Sinopse

Eu deveria estar de luto, não me apaixonando. Às vezes é preciso perder tudo, para encontrar a si mesmo... Lennie Walker, obcecada por livros e música, tocava clarinete e vivia de forma segura e feliz, à sombra de sua brilhante irmã mais velha, Bailey. Mas quando Bailey morre de forma abrupta, Lennie é lançada ao centro de sua própria vida, e, apesar de não ter nenhum histórico com rapazes, ela se vê, subitamente, lutando para encontrar o equilíbrio entre dois: um deles a tira da tristeza, o outro a consola. O romance é uma celebração do amor, também um retrato da perda. A luta de Lennie, para encontrar sua própria melodia em meio ao ruído que a circunda, é sempre honesta, porém hilária e, sobretudo, inesquecível. “Às 16h48 de uma sexta-feira de abril, minha irmã estava ensaiando para o papel de Julieta e, menos de um minuto depois, estava morta. Para minha surpresa, o tempo não parou com o coração dela. As pessoas continuaram indo à escola, ao trabalho, a restaurantes; continuaram quebrando bolachas salgadas em suas sopas, preocupando-se com as provas, cantando nos carros com as janelas abertas. Por vários dias, a chuva martelou o telhado da nossa casa — uma prova do terrível erro cometido por Deus. Toda as manhãs, quando me levantava, ouvia as incessantes batidas, olhava pela janela para a tristeza lá fora e me sentia aliviada, pois pelo menos o sol tivera a decência de ficar bem longe de nós.”

Autora

Jandy Nelson mora em São Francisco, e lá, assim como Lennie, divide seu tempo entre cuidar das árvores e correr livremente pelo parque. Jandy é uma agente literária, poetisa com livros publicados, e acadêmica eterna. Formada pelas universidades de Brown, Cornell e Vermont. É uma pessoa supersticiosa e uma romântica dedicada, loucamente apaixonada pela Califórina, e pela forma como esse estado continua firme na ponta de um continente. O céu está em todo lugar é seu primeiro romance.

Dados

Autora: Jandy Nelson
ISBN: 9788563219374
Selo: Novo Conceito
Ano: 2011
Edição:1
Número de páginas: 424
Gênero: Romance

Minha Humilde Opinião

O mais importante a dizer sobre o livro é: produção, material impecáveis.

A sinopse nunca havia me chamado muito a atenção, a vontade de ler veio mais depois da opinião de um amigo. Mas, quando peguei no livro em um dos stands do 2º Salão do Livro de Presidente Prudente, não tive dúvida alguma, comprei no ato.

A capa é perfeita, não digo a arte, mas o material utilizado, cada capítulo é dividido pelo número e em geral, por um poema (texto) depois, com, aí sim, arte belíssima. Não tenho como descrever cada minúcia, mas fiquei impressionada. A Novo Conceito está de parabéns. Não sou de ficar mencionando editora, bem como podem perceber pelas resenhas anteriores, mas desta vez merece.

Bem, vamos a história!

Como posso dizer... Não se trata de algo inédito e maravilhoso. Nada disso, trata-se de um drama comovente, muito bem contado. E nada de sobrenatural. Sim, saí um pouco da minha linha de leitura fantástica e foi bom. Sempre é bom diversificar. ;)

A parte forte se encontra na perda da irmã. A profundidade está aí, tudo gira em torno desse fato. Digo com toda tranquilidade que a personagem principal que aparece do início ao fim, nem é a Lennie Walker, é Bailey Walker, a falecida irmã. Pois, cada passo que Lennie dá no livro, carrega Bailey a tira colo. Às vezes chega a ser cansativo. Claro, que perder um ente querido, ainda mais tão próximo, deve ser um terror, mas Nelson poderia ter maneirado um pouquinho só. Aliás, muita parte poderia ter sido cortada. A leitura ficou muito longa, desnecessariamente. De qualquer forma, é prazerosa.

Os amores de Lennie são um caso a parte. Para mim, ela se apaixonou muito rápido pelo colega de classe, mas pode ter sido algum efeito colateral do choque do luto, digamos assim. O outro romance é interessantíssimo. Gostei muito, direi apenas isso para não correr o risco de soltar spoiler. No entanto, em momento algum me senti próxima a história, que não me envolveu como leitora.

Os personagens são muito bem descritos, bem como os trechos. Não cheguei a acompanhar as lágrimas Lennie em nenhuma parte de seu drama. Mas, isso aconteceu comigo, pode ser que atinja melhor outros leitores. Existem frases bem poéticas e lindas.

Vale a leitura e aquisição do livro (pela arte, diagramação e material, rs)!




-----;)----------- Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

2 comentários:

Mireliinha disse...

Esse livro é encantador...
Digo na capa, diagramação...

Qt ao conteúdo tô bem curiosa pra ler *-* Só leio resenhas positivas! Dese ser uma estória linda!

Adorei a resenha!

:*
Mi
Inteiramente Diva

Gisele Galindo ou simplesmente Gi. disse...

Sim, Mi, esse livro é encantador.

E se curte um drama familiar adolescente, essa é sua praia ;)

bjs***